VITIMAS

Hoje volto a descrever aqui, um desabafo publicado por mim, no – Semanário Vigilante – Jornal Electrónico da A.N.V. – www.semanariovigilante.web.pt

 

VITIMAS

 

Está a chegar o Natal

Época de boa vontade…

Não tarda, todos falam daqueles, por as diversas razões o vão passar a trabalhar, dos doentes e dos presidiários.

Época de boa vontade…

Muitos são, que durante o ano, nem se lembram que existem

Realço, que os que trabalhamos, de algum modo, é por opção de vida.

Os doentes necessitam sempre de apoio e meios

Os presidiários, cada caso é um caso.

Perdoem me, este Natal dedico, as VITIMAS

Nelas podem se esquadrar alguns presidiários, mas não só…

Algumas foram estes, que as tornaram VITIMAS

 

Sempre Vigilante

Vital Bicho

  

Anúncios
Published in: on 25 de Novembro de 2007 at 11:22  Deixe um Comentário  

Tabaco e hipocrisia

Tabaco e hipocrisia

 

Dá gosto ver a onda de solidariedade, contra os fumadores

Alguns hipócritas, são os mesmos que defendem a legalização, das drogas leves (o que é isso?) e as casas de chuto

Será que nos arranjão, umas salas também?… Daria mais lucro, que alguns cafés, que mal dão para sobreviver, muito menos para as modificações exigidas, para se poder fumar; a não ser que os impostos elevadíssimos sobre o tabaco, subsidiem os mesmos

Devia se educar e não acorrentar

O problema está no civismo, sim somos nós, que teremos que ser conscientes e evitar fumar em algumas situações

A falta de civismo é um dos maiores males, da nossa sociedade e não só dos fumadores

Sim a regras, lógicas.

Nesta proibição, revejo o encerramento de mais, algum pequeno comercio, vejo um corte na liberdade a opção deve partir do dono do estabelecimento, com um aviso, simplesmente à porta; entra quem quer

Perdoem me os não fumadores, mas temos que ser coerentes

 

Vital Bicho

  

Published in: on 17 de Novembro de 2007 at 10:08  Comments (1)  

O nosso silencio

Mais uma vez fui buscar ao Semanário Vigilante – Jornal Electrónico da A.N.V. em  www.semanariovigilante.web.pt

Uma crónica publicada e escrita por mim, por achar que outras profissões podem se rever; aqui a descrevo:

 

O nosso silencio

 

Os portugueses são por norma um povo pacífico e conformado
Porem critica, critica, mas em conversas (ditas de café), acções poucas.
Não gostando de mudanças, com medo do pior, quando aparece algo renovador, concordam em silêncio
Porem alguns são excepções…
Neste momento na vigilância portuguesa, há um novo folego; pessoas que querem mudar, pessoas que querem dialogar.
È necessário, no entanto conhecer opiniões e formas de abordar os problemas, com soluções.
Na gíria dir-se-ia: (a roupa suja lava-se, em casa)
Vamos pois, clarificar ideias, depois apresentar, aquém de direito.
Não mais vamos criticar, em lugares errados, o que não dignifica o sector, quando um dos problemas é o nosso silêncio

Sempre Vigilante
Vital Bicho

Published in: on 15 de Novembro de 2007 at 10:46  Deixe um Comentário  

Vamos pensar um pouco…

Vamos pensar um pouco…
 
(Às vitimas do trágico acidente na A-23 dia 05-Nov. -2007 /autocarro da C.M. Castelo Branco)
 
Uma onda de tristeza e porquês?.. nos abala.
São Mortes, assaltos e acidentes, que lemos, todos os dias, nos jornais, vimos nas televisões e ouvimos nas rádios; qualquer noticiário, vêm recheados acidentes, uns chamados, naturais, outros provocados.
 Guerras no Mundo.
 Fome…miséria…
 O ódio que comanda o Mundo…
Na nossa mesquinhes, pensamos, no carro ou na televisão nova; que azar o nosso, não se consegue comprar, este mês, somos uns infelizes…
E OS OUTRO?…
Vamos Pensar um pouco e contribuir, para um amanhã melhor
 
Vital Bicho
 
Nota:
Hoje diferente.
Neste espaço, habituei me, a escrever algumas das crónicas que escrevo no “Semanário vigilante” que de algum modo, penso poderá ser interessantes, para os demais; se a semana passada, com tristeza, escrevi, aqui e em outros, uma mensagem, a um colega desaparecido
Seria injusto, não lamentar e tristemente, deixar aqui, o meu sentimento, para as vítimas do acidente de autocarro, que marcou as notícias da semana.
Published in: on 10 de Novembro de 2007 at 15:08  Deixe um Comentário  

Há memória do vigilante Manuel Real

 

Hoje estou triste

Novembro começou com a morte de um colega, um vigilante

Sim, não nos conhecíamos, estávamos a muitos km de distância, mas somos da mesma profissão; profissão essa, que embora por vocação e gosto, vejo e sinto, o muito que está mal. Olho mesmo o meu País e penso no assassino, capturado, mesmo julgado e condenado, quanto tempo estará em prisão?…

Que importa, se os ante queridos, não mais o terão

Foi um vigilante, mas se não fosse? Era um homem um ser humano

Hoje estou triste

 

Vital Bicho

 

Esta crónica foi igualmente publicada em: Semanário Vigilante – Jornal Electrónico da A.N.V.  (www.semanariovigilante.web.pt)

Published in: on 3 de Novembro de 2007 at 8:30  Comments (1)